Santos fica só no empate com o Avaí e complica sonho pela vaga na Libertadores

Em um cenário favorável para se aproximar de uma vaga à Libertadores do ano que vem, o Santos complicou a sua situação ao ficar no empate de 1 a 1 com o Avaí, neste sábado, em Barueri, pelo Campeonato Brasileiro.

O resultado deixa o time da Vila Belmiro com 47 pontos na classificação e ocupando a parte intermediária da tabela. Mesmo fazendo um gol logo no início com Marcos Leonardo, e diante de um adversário com sete desfalques, o time do técnico Orlando Ribeiro pecou pela falta de criatividade no meio-campo e voltou a sofrer com as falhas no seu sistema defensivo.

Vice-lanterna do torneio, o Avaí chegou aos 29 pontos e está matematicamente rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Os dois times voltam a campo no meio de semana pelo Campeonato Brasileiro. Na quarta, o Avaí recebe o Ceará no estádio da Ressacada. No dia seguinte, o Santos enfrenta o Botafogo no Rio.

O Santos iniciou o jogo marcando sob pressão a saída de bola e logo abriu o placar em lance que teve a participação do VAR. Marcos Leonardo foi derrubado na área pelo zagueiro Wellington, mas o jogo seguiu. O árbitro Caio Max Augusto Vieira foi chamado para avaliar o lance no monitor de vídeo e interrompeu a partida. Após a checagem, o pênalti acabou sendo marcado.

Na cobrança, Marcos Leonardo bateu no canto, Vladimir ainda encostou na bola mas não evitou o primeiro gol santista na partida, aos quatro minutos do primeiro tempo.

A vantagem deu a falsa impressão de que jogo seria fácil para o time santista. Ledo engano. Com muitos toques laterais e sem jogadas de profundidade,o Santos se acomodou com o 1 a 0 a favor e concentrou as ações no meio-campo.

O Avaí passou a ter mais iniciativa, mas a falta de criatividade no meio-campo impediu o time catarinense de ameaçar o rival. A única chance que surgiu foi um lançamento para Bruno Silva que terminou em cabeçada de Marcinho na segunda metade da etapa complementar. João Paulo espalmou a bola em difícil defesa e evitou o empate dos visitantes.

No fim do jogo, uma bola desviada por Madson no primeiro pau após escanteio foi o único lance de perigo do Santos antes de ir para o intervalo.

O início do segundo tempo apresentou um Avaí mais atrevido e jogando com velocidade no campo de ataque. Num lance pela esquerda, que contou com indecisão de Madson no momento de dar o combate, os catarinenses conseguiram o empate. Raniele entrou pela esquerda com liberdade e chutou de pé esquerdo. A bola desviou em Luiz Felipe, encobriu João Paulo, e morreu no fundo das redes: 1 a 1.

O gol desanimou o time do Santos que quase tomou a virada em um chute de meia distância de Raniele. João Paulo fez difícil defesa e mandou a bola para a linha de fundo evitando a virada.

Orlando Ribeiro recorreu ao banco de reservas para tornar o Santos mais efetivo. Com Luan na vaga de Bruno Oliveira e Lucas Barbosa no lugar de Lucas Braga, ele tentou dar mais volume de jogo no meio-campo e também aumentar a agressividade no ataque.

A pressão veio na base do abafa e o Avaí se fechou. Em uma blitz do time paulista, a bola ficou pingando na área e Ângelo perdeu chance incrível num chute de esquerda que Vladimir salvou. A pressão continuou, Marcos Leonardo e Luan também desperdiçaram as suas oportunidades e o Santos teve de se contentar com o tropeço jogando como mandante.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 1 x 1 AVAÍ

SANTOS – João Paulo; Madson, Luiz Felipe, Eduardo Bauermann e Felipe Jonatan (Lucas Pires); Rodrigo Fernández (Sandry), Camacho (Rwan), Bruno Oliveira (Luan); Ângelo, Marcos Leonardo e Lucas Braga (Lucas Barbosa) . Técnico: Orlando Ribeiro.

AVAÍ – Vladimir; Thales, Wellington, Felipe Silva e Natanael; Lucas Ventura, Bruno Silva (Eduardo), Raniele (Jean Cléber) e Vitinho (Muriqui); Pablo Dyego (Gaspar) e Marcinho (Felipinho). Técnico: Fabrício Bento.

GOLS – Marcos Leonardo aos 4 minutos do primeiro tempo e Raniele, aos 5 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Rodrigo Fernández e Luiz Felipe (Santos).

ÁRBITRO – Caio Max Augusto Vieira (RN).

RENDA – R$ 825.345,00.

PÚBLICO – 18.686 pagantes.

LOCAL – Arena Barueri, em Barueri (SP).

Fonte: Notícias ao Minuto

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.