Qatar denuncia cartilha falsa que proibiria bebida e homossexuais na Copa

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Uma cartilha que aponta uma série de ações proibidas na Copa do Mundo do Qatar viralizou nas redes sociais, mas é falsa. A organização do evento da Fifa em 2022 desmentiu o documento e afirmou que as informações são falsas.

A cartilha intitulada "Qatar Welcomes You" utiliza a fonte oficial da Copa e proíbe, entre outras coisas, consumo de bebidas, homossexualidade, exposição de mulheres e músicas e sons altos em público. Em nota, a organização negou essas recomendações.

"O documento 'Qatar Welcomes You' que circula nas redes sociais não é de uma fonte oficial e contém informações incorretas. Recomendamos os fãs a confiarem apenas em fontes oficiais da organização do torneio para saber as regras de viagem para a Copa do Mundo deste ano. O Comitê Supremo para Entrega e Legado da Copa do Mundo e a Fifa em breve emitirão um extenso guia para os fãs diferente de muitas das informações que circulam", inicia o comunicado oficial. A nota segue:

"Os organizadores do torneio deixaram claro desde o início que todos são bem-vindos para visitar o Qatar e curtir a Copa do Mundo. O Qatar sempre foi uma nação aberta, tolerante e acolhedora. Os torcedores e visitantes internacionais durante a Copa do Mundo da Fifa poderão experimentar isso em primeira mão", ressaltou a nota da organização da Copa.

A Copa do Mundo terá início em 20 de novembro, com o duelo entre o Qatar, país-sede, e o Equador. A final está marcada para 18 de dezembro.

Desde 2010, quando o Qatar foi escolhido como sede, há dúvidas de como será o consumo de álcool durante o Mundial e o que será liberado fazer em público.

Fonte: Notícias ao Minuto

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.