PTB: Máfia, suspeita de conspiração, áudio inclui STF, Alexandre de Moraes e Graciela Niemov na luta pelo controle do partido

Um áudio atribuído à atual presidente do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Graciela Niemov, indica, na visão de alguns integrantes da sigla, um possível conluio entre ela e integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF) para manter a prisão do cacique do partido Roberto Jefferson.

A troca de gravações foi publicada nas redes sociais de petebistas e causou a queda da atual presidente do partido. O desligamento foi confirmado por dirigentes regionais da sigla.

Filha de Jefferson, a ex-deputada federal Cristhiane Brasil divulgou a conversa nas redes sociais.

“Ontem mandou pro Alexandre e aí saiu a resposta agora. Janeiro eu vou ter que ir lá almoçar com o Alexandre. Fiz esse compromisso. Paciência. Bora lá. Meu, bom mesmo é ver, ouvir e ler ‘parabéns, Gustavo’. Aham. Nós é que sabemos, né gente? Nós é que sabemos. Meu Deus do céu. Acabei de chegar em Chapecó. Beijos…”, diz trecho da gravação ao se referir, possivelmente, ao ministro Alexandre de Moraes (STF), responsável pelo pedido de prisão contra o ex-deputado federal.

Uma interlocutora, chamada pelo nome de Paula, responde a mensagem:

“Bora lá porque, guria, a única coisa que eu quero é o STF de costas pra nós, fingindo que a gente não existe, entendeu? E nós tudo solto, leve e faceiro, porque não tem condições. Não dá pra brincar quando o cara tem a caneta vai te botar dentro de uma cela. Nem pensar. Beijo, boa viagem. Dá uma descansada porque está duro”.

Graciela Niemov então retruca: “E vai ficar, Paula? Vai ficar… Vai ficar. Eles prometeram”, finaliza.

Ouçam a integra do áudio:

Fonte: Metropoles

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Compromisso com a Verdade, esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos”.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.