Vitória bate Oeste na volta ao Barradão e sai do Z-4

19

O triunfo foi o primeiro de Geninho em quatro jogos à frente do Vitória e também representou um número positivo para o Barradão, onde o Rubro-Negro agora acumula sete jogos sem perder, com quatro vitórias e três empates. Para se manter fora do Z-4, o time vai precisar mostrar bom rendimento também fora de casa, já que o próximo jogo será como visitante, na sexta-feira, diante do Cuiabá. O jogo O retorno ao Barradão não foi a única novidade do Vitória no jogo desta terça. Geninho promoveu a estreia de Thiago Carleto na lateral-esquerda e deixou o time mais ofensivo ao abrir mão da formação com três volantes. O meia-atacante Felipe Garcia foi a escolha para ocupar a vaga de Rodrigo Andrade, lesionado. No comando do ataque, Jordy Caicedo assumiu a função do suspenso Anselmo Ramon. Aos 19 minutos o equatoriano quase abriu o placar em bonita cabeçada. Van foi lançado na direita, chegou até a linha de fundo e cruzou na medida. O atacante subiu mais alto que os defensores, acertou a bola com estilo, mas errou o alvo por pouco e deixou o grito de gol preso na garganta do torcedor. Pouco depois foi a vez de Carleto ficar no quase. O estreante aproveitou boa trama criada pelo lado esquerdo e finalizou próximo a trave defendida por luís Carlos. O bom momento ofensivo era um sinal de que o gol estava próximo, e a bola realmente não demorou para entrar na rede. O gol veio aos 32 minutos, em cabeçada de Felipe Garcia. O meia-atacante recebeu cruzamento na medida de Lucas Cândido, que se aventurou pelo lado esquerdo do ataque e deu a assistência decisiva para abrir o placar ainda no primeiro tempo. Só depois de sofrer o gol o Oeste tentou incomodar a defesa do Vitória, ainda assim, sem muito sucesso. Lá atrás o destaque era Everton Sena, vitorioso em quase todos os confrontos que travava com os atacantes do time visitante. Vejam vídeo da partida em que o Leão da Barra, após o resultado positivo deixou o Z4 Na volta para a segunda etapa, outro estreante entrou em campo pelo Leão: o volante Romisson, no lugar de Felipe Gedoz, com dores no pé direito. Quem apareceu de forma decisiva, no entanto, foi Lucas Cândido mais uma vez. Aos dois minutos o volante chutou forte da entrada da área e obrigou Luís Carlos a fazer boa defesa. No rebote, Caicedo só precisou empurrar para o gol vazio.Em outro lance de oportunismo dentro da área, o atacante guardou mais uma bola na rede. Dessa ele aproveitou o rebote de um chute disparado por Wesley, aos 23 minutos da segunda etapa. Foi o terceiro gol do equatoriano com a camisa rubro-negra. No minuto seguinte ao gol do Leão, os visitantes descontaram com o zagueiro Willian Rocha. O defensor apareceu na área como elemento surpresa e completou cruzamento de Alyson para o fundo das redes. Apesar do gol, o Oeste esteve longe de ameaçar uma reação. Quando tentou seguir no campo de ataque, o time paulista encontrou o Vitória com nove jogadores de linha postados atrás do meio de campo. Só Caicedo ‘descansava’ lá na frente, a espera de um contra-ataque que não aconteceu. Os minutos finais serviram apenas para Geninho promover a terceira estreia da noite. Dessa vez foi o lateral Bocão que usou vermelho e preto pela primeira vez. Ele entrou no lugar de Wesley e ajudou a ‘fechar a casinha’ lá atrás. *Com informações A Tarde “O jornalismo tem o papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro. Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional. Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.” Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui