Simões Filho: Veja Vídeo do assalto à Clinica SóSOrriso

49

Simões Filho: Os números são do Atlas da Violência – Retrato dos Municípios Brasileiros 2019, divulgado na manhã da segunda-feira,05/08/2019. O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) analisou, em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 310 municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes em 2017 e fez um recorte regionalizado da violência no país. Mais uma vez a forma de colher e catalogar os dados, colocaram a cidade de Simões Filho, município da RMS – Região Metropolitana de Salvador, entre as 10 melhores arrecadações do Estado da Bahia, na quarta posição. Pode-se discutir a metodologia do IPEA, porém as autoridades que comandam os poderes Legislativo e Executivo, não podem continuar a ignorar a fragilidade em que se encontram a população e os empresários do comércio. Hoje, 06 de Agosto, em pleno horário comercial – 13h42, os funcionários da Clínica Só Sorriso, foram vítimas de assalto. Pode-se ver nas imagens do círcuito interno, que não existe a menor preocupação do autor do furto, pois o mesmo age com irritante tranquilidade. Portanto, também nas questões relacionadas à segurança pública muito tem que ser feito, e já é tardia a aproximação dos membros do Legislativo, esquecendo-se as picuinhas político partidárias, formarem com a equipe do prefeito da Boa Terra Boa Gente, uma linha, efetiva de ação em parceria e colaboração do Governo do Estado que é o responsável por questões relacionadas à Segurança Pública. Independentemente, da forma e fórmula de catalogar, é flagrante o estado de insegurança vivido pelos que moram, trabalham e transitam nos limites da cidade de Simões Filho. TEmos muito o que Repensa. Veja vídeo do assalto, divulgado nas redes sociais. “O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro. Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional. Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.” © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.