Sem “Mudança” município da RMS vive de Pandemia Coronavírus, e Super Salário corroendo as finanças

27

Simões Filho: A pandemia causada pelo coronavírus, COVID19, mudou a rotina do mundo, essa batalha biológica, trouxe isolamento, distanciamento social, está destruindo a vida de milhares, sem distinção de raça, classe social ou religião. O que o coronavírus não consegue deter, ou impedir, é a capacidade dos políticos em escolherem seus privilegiados e de forma incorreta promover a distribuição de renda, com os recursos que são públicos. DECRETO 250/2020 – CORTES DE SALÁRIOS Celebrado por seus apoiadores por ter tomado uma decisão de austeridade, ao promulgar Decreto 250/2020, com redução no próprio salário (-25%) e (-10% ) nos vencimentos do vice prefeito Sid Serra, Secretários e Superintendentes que passaram a ter em seus contra-cheques os valores abaixo.: R$ 26.800,00 para R$ 20.100,00 – Prefeito R$ 13.400,00 para R$ 12.060,00 – Vice-prefeito R$ 9.600,00 para R$ 8.640,00 – Superintendentes UMA PANDEMIA ADMINISTRATIVA O prefeito Dinha – MDB já recém empossado tinha, na ponta da língua, o discurso que acalentava e encheu de esperanças os 34.433 eleitores, que lhe propuseram uma margem percentual de 59,38% dos votos nas eleições de 2016. SUPER SALÁRIO – R$ 24.000,00 As Redes Sociais, foram surpreendidas com o compartilhamento indicando um Super-Salário-ASCOM-PMSF, R$ 9.600,00 – salário base acrescido de GRATIFICAÇÃO no valor de R$ 17.727.71 em um município ainda sobressaltado pela CALAMIDADE PÚBLICA, foi vista por todos como uma agressão, um verdadeiro “tapa-na-cara” das famílias que passaram a ter um auxílio aos alunos da Rede Municipal no valor de R$ 50,00 (Mês), aprovado no Legislativo, um valor diário, por aluno, de R$ 1,67 (Hum Real e Sessenta e Sete Centavos). TRANSPARÊNCIA – FOLHA SALARIAL – MARÇO – PMSF Fica claro como o governo da Boa Terra Boa Gente, trata de forma privilegiada determinados membros do governo, enquanto a Assessora de Comunicação recebeu em Fevereiro, salário bruto de R$ 9.600,00 após os descontos totalizou R$ 7.318,14 em Março deu um salto estratosférico passando a receber líquido a quantia de R$ 17.727,71 – (Dezessete Mil, Setecentos e Vinte e Sete Reais e Setenta e Hum Centavos). No mesmo enquadramento, a evidente distorção salarial, um Aux. de Serviços Gerais, sustenta a família com R$ 961,70 e uma PROFESSORA, Nível 2 – tem o salário líquido de R$ 2.899,82 mais uma evidente constatação de que as promessas de melhoria das condições de vida dos professores não foram alteradas pela Coligação “A MUDANÇA COMEÇA AGORA”, e toda base aliada do prefeito Dinha – 15 – MDB. Pois, foi com uma bem planejada campanha de marketing que o prefeito, de Simões Filho. Diógenes Tolentino, durante todo o ano de 2016, através do “Pensa Simões Filho”, apresentou-se como o único com capacidade para administrar e resolver todos os problemas da cidade. Contou com o apoio dos partidos PMDB, PTB, DEM, PPS, PT do B, SD & PSDB. “Faremos investimentos estruturais por toda cidade, logo após assumir a cadeira de prefeito teremos investimentos em uma Central de Zoonoses, Rede de Saúde para Mulher e tratamento humanitário à terceira idade, investiremos em infraestrutura em toda cidade…’ Em resumo, a função de confiança é pouco transparente, permitindo distorções e favorecimentos que não se coadunam com a administração pública. Assim, é conveniente que a administração adote a fórmula única do cargo comissionado para a ocupação das funções de direção, chefia e assessoramento. Em uma ano de eleições, pandemia, fica a cada novo procedimento administrativo, executado pelo líder do executivo da 6ª maior economia do estado da Bahia que é, cada vez mais oportuno, Repensar Simões Filho. Em tempo: Surgirá, dentro em breve, explicações do inexplicável. Exatamente igual às tantas outras contradições vistas, e vividas, por todos na Boa Terra Boa Gente. OBS.: A denúncia, foi feita originalmente pela Equipe de Jornalismo do “Papo de Carona” Romário dos Santos Editor Chefe Redação Nacional “O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro. Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional. Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.” Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui