“Rachadinha”: Mulher de Fabrício Queiroz é considerada foragida

36

O juiz Flávio Itabaiana Nicolau, da 27ª Vara Criminal, expediu mandado para ser cumprido no mesmo endereço em que Fabrício Queiroz foi preso na manhã desta quinta-feira (18) na Operação Anjo. No entanto, ela não estava no local. De acordo com a CNN Brasil, Márcia já é considerada foragida pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. O casal e o senador são investigados pelo esquema da rachadinha na Assembleia Legislativa do Rio. Márcia trabalhou no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio entre 2007 e 2017. De acordo com o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), os agentes cumpre ainda outras medidas cautelares autorizadas pela Justiça relacionadas ao inquérito das rachadinhas. Entre as medidas cautelares estão busca e apreensão, afastamento da função pública, o comparecimento mensal em Juízo e a proibição de contato com testemunhas. Também são alvos da operação o servidor da Alerj Matheus Azeredo Coutinho; os ex-funcionários da casa legislativa Luiza Paes Souza e Alessandra Esteve Marins; e o advogado Luis Gustavo Botto Maia. Fonte: IstoÉ ” O jornalismo tem o papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro. Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional. Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.” Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados