Passaporte para a liberdade, Juiz concede prisão domiciliar a ídolo da torcida brasileira

82

Um juiz paraguaio concedeu prisão domiciliar ao ex-craque Ronaldinho Gaúcho, que deverá continuar a responder o processo por uso de passaporte adulterado no Paraguai. O jogador ficará em um hotel em Assunção, como informaram fontes judiciais nesta terça-feira. Nessa segunda-feira, Ronaldinho Gaucho completou um mês de prisão na Agrupação Especializada de Assunção. A medida também beneficia o irmão Roberto de Assis Moreira. Os advogados de defesa pagaram fiança no valor de 1,6 milhão de dólares para os dois brasileiros. “O jornalismo tem o papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro. Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional. Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.” Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.