Pandemia, profissionais da UPA, afastados por suspeitas Covid19

8

Município que faz parte da RMS – Região Metropolitana de Salvador, integra a malha viária de acesso à capital, Salvador, continua sobre a vigência do Decreto 172/2020, com fechamento do comércio, considerado não essencial, aglomerações em constantes filas em lotéricas, agências da Caixa e demais bancos da rede. Oficialmente, foram registrados 4 casos positivo para Covid19, entretanto começam surgir denúncias, de que a realidade está maquiada, e pacientes atendidos na UPA – Simões Filho, estão sendo encaminhados, em ambulâncias do SAMU, às unidades hospitalares de Salvador, pacientes com claros sintomas de infecção, são orientados a realizarem , por conta própria, o isolamento social em suas residências, prescrição de analgésicos, sem a coleta do material para realização da avaliação pelo LACEN – Laboratório Central. PROFISSIONAIS EXPOSTOS A CONTÁGIOS A situação torna-se preocupante por colocar os bravos profissionais de saúde, equipe administrativa, limpeza, em total risco diante da ausência na utilização de EPI´s – Equipamentos de Proteção Individual, Álcool Gel 70%. As primeiras baixas já foram registradas, e não divulgadas, já foram vários profissionais, da UPA – SIMÕES FILHO, que atendimentos aos pacientes, com evidentes sintomas para o Covid19, estão afastados, das suas funções, diante da possibilidade de terem sido infectados. Ouçam, o dramático relato de uma profissional de saúde, de Simões Filho, sobre o atual estágio do Covid19, os casos mais graves, o paciente é entubado e estão sendo encaminhados ao Couto Maia, nas ambulâncias do SAMU. https://soundcloud.com/user-478204904-338479721/whatsapp-audio-2020-04-15-at-185115 SECRETÁRIA DE SAÚDE As reais condições sobre o momento epidemiológico, em Simões Filho, só é retratada por Iridan Brasileiro – responsável pela pasta da Saúde, em suas participações em LIVE, sempre com a participação do prefeito Diógenes Tolentino – Dinha – MDB, fazem seus depoimentos monocráticos, sem a possibilidade, devido a ausência da imprensa, de responderem aos esclarecimentos que o momento exige, até quando…? COVID19 – Está evidenciado desde claro que a crise provocada pelo coronavírus, tem seus números de infectados e as estatísticas de mortes prejudicadas pela subnotificação. Pesquisadores estimam que casos de coronavírus passavam de 313 mil até 11 de abril, data até a qual o governo contabilizou 20,7 mil infecções. Baixa quantidade de testes realizados está por trás da subnotificação, na Bahia são 884 casos confirmados e 28 óbitos, dados oficiais informados pela SESAB Nota do Redação: Nos últimos dias, recebemos via e-mail e mensagens via whatsap, denúncias de que a situação é crítica, na cidade de Simões Filho, com a livre circulação do vírus, Covid19, e uma importante parcela da população, já é portadora sem apresentar os sintomas. “O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro. Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional. Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.” Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui