#Fiqueemcasa: Presidente Bolsonaro, “Porque não te calas…!!!”

22

Brasília: Na noite da última terça, (24), o presidente Jair Bolsonaro, em Rede Nacional, perdeu uma grande oportunidade de reconquistar parte, do apoio da população. Com o País no centro da pandemia, com milhares de mortos em todos os continente, Bolsonaro, nega todas as indicações dos profissionais de saúde, OMS – Organização Munidial da Saúde, e do próprio Ministério da Saúde, com críticas aos governdaores do nordeste, diz que Covid19, não é perigoso, pois trata-se de uma “gripezinha”. Presidente do Senado Davi Alcolumbre, manifestou-se à Nação, através de nota encaminhada à imprensa, tambés assinada pelo Senador Antônio Anastasia – Vice-Presidente do Senado. Senador Davi Alcolumbre – Presidente do Senado “O País precisa de uma liderança séria, responsável e comprometida com a vida e saúde da população…” Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara

“Desde o início desta crise venho pedindo sensatez, equilíbrio e união. O pronunciamento do presidente foi equivocado ao atacar a imprensa, os governadores e especialistas em saúde pública. Cabe aos brasileiros seguir as normas determinadas pela OMS e pelo Ministério da Saúde em respeito aos idosos e a todos que estão em grupo de risco. O Congresso está atento e votará medidas importantes para conter a pandemia e ajudar os empresários e trabalhadores. Precisamos de paz para vencer este desafio.” Guilherme Boulos: O Brasil é governado por um homem perturbado com teorias da conspiração, mas que agora ameaça criminosamente a vida de milhões de pessoas”, escreveu Guilherme Boulos (PSOL-SP), adversário de Bolsonaro nas eleições de 2018. Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara. Felipe Santa Cruz, presidente da OAB: “Entre a ignorância e a ciência, não hesite. Não quebre a quarentena por conta deste que será reconhecido como um dos pronunciamentos políticos mais desonestos da história.” Gilmar Mendes, ministro do STF: “A pandemia da Covid-19 exige solidariedade e co-responsabilidade. A experiência internacional e as orientações da OMS na luta contra o vírus devem ser rigorosamente seguidas por nós. As agruras da crise, por mais árduas que sejam, não sustentam o luxo da insensatez. #FiqueEmCasa” Wilson Witzel (PSC): Governador do Rio de Janeiro “Na manifestação em cadeia de rádio e TV, o presidente da República contraria as determinações da Organização Mundial de Saúde. Nós continuaremos firmes, seguindo as orientações médicas e preservando vidas. Eu peço a vocês: por favor, fique em casa.” Helder Barbalho (MDB), governador do Pará “Em relação ao pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, eu respeito a opinião de todos, mas não me furto a reafirmar nossa linha de ação. Nós buscamos, desde o início, as orientações dos técnicos, dos médicos, das autoridades e também dos países que já passaram pelo pior da crise. O caminho que o Governo do Pará buscou foi o do bom senso, o do equilíbrio.” Sâmia Bomfim: Gravíssimo o pronunciamento de Jair Bolsonaro. O presidente atacou a imprensa, falou em “histeria” e questionou o isolamento social implementado nos centros urbanos. Coloca, assim, todo o país em risco. É um psicopata que deve ser removido imediatamente do cargo…. Patrícia Pilar: Que pronunciamento macabro foi esse? Eu não estou acreditando no que acabei de assistir. “O jornalismo tem o papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro. Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional. Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.” Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui