Dias Toffoli, em silêncio. Próxima Quarta dia de decisão

31

O presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, entrou em silêncio e introspecção desde ontem, e os ministros do Supremo Tribunal Federal, mesmo divididos, esperam para a próxima quarta-feira uma saída para o impasse jurídico que se tornou a decisão da maio O presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, entrou em silêncio e introspecção desde ontem, e os ministros do Supremo Tribunal Federal, mesmo divididos, esperam para a próxima quarta-feira uma saída para o impasse jurídico que se tornou a decisão da maioria que pode abrir brecha para anulação das sentenças da operação Lava Jato. A pressão popular está causando efeito. Juristas consultados pela Coluna indicam que os argumentos dos votos de Edson Fachin, Luiz Fux e Luís Roberto Barroso sobre a manutenção do processo legal como está vai pesar, e o presidente e o plenário podem decidir por validade da decisão de mudança dos prazos de defesa para acusados apenas para as próximas sentenças. ” O jornalismo tem o papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro. Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional. Mas para isso, nós precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.” Copyright © 2019, Redação Nacional. Todos os direitos reservados.

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui