Ponte Preta bate Sport e vence a 6ª seguida em casa na Série B

387

A Ponte Preta conquistou a sexta vitória consecutiva dentro do Moisés Lucarelli na Série B do Campeonato Brasileiro, ao derrotar o Sport por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, pela 29ª rodada. De quebra, se aproximou do G-4, botando ainda mais pressão, principalmente, em Vasco e Grêmio.

Com o resultado, a Ponte Preta terminou a noite na sétima posição, com 39 pontos, seis atrás do Vasco, quarto colocado. O Sport, por sua vez, perdeu grande oportunidade de chegar no G-4. Ficou em sexto, com 40.

Ponte Preta e Sport fizeram um primeiro tempo truncado e muito parado por causa das análises do VAR. A primeira marcação foi a favor do time campineiro. Após consultar o vídeo, o árbitro marcou pênalti de Sabino em cima de Wallisson. O artilheiro Lucca foi para a cobrança e parou no goleiro Saulo. Seria um alívio, mas a bola voltou para o próprio atacante, que não perdoou, aos dez minutos.

O Sport saiu em busca do empate, mas não aproveitou as falhas do goleiro Caíque França em bolas recuadas. O arqueiro parecia não estar totalmente focado, porém, com a sorte ao seu lado. Do outro lado, Lucca seguiu sendo o homem mais perigoso. A defesa da equipe pernambucana custou para parar o artilheiro.

O VAR voltou a ser protagonista aos 30 minutos. Após cruzamento na área, Vagner Love cabeceou em cima de Caíque França. Na sobra, Kayke marcou, mas o lance acabou sendo anulado pela arbitragem, que assinalou impedimento. O jogo continuou com bons momentos para os dois times, mas a equipe campineira conseguiu segurar a vantagem.

No segundo tempo, a Ponte Preta voltou ainda mais à vontade na partida. Aos nove minutos, Lucca fez grande jogada e achou Wallisson na pequena área. O meia cortou o zagueiro, porém o chute foi em cima da marcação. Depois foi a vez de Elvis, na bola parada e em tiros de longa distância, assustar.

O Sport demorou a acordar na etapa complementar, mas quando o fez levou perigo ao gol da Ponte Preta. Aos 42 minutos, Gustavo Coutinho aproveitou a sobra e carimbou a trave. O mesmo atacante, no último lance, teve uma segunda oportunidade de empatar. A cabeçada, porém, foi caprichosamente pela linha de fundo.

O Sport volta a campo na segunda-feira, às 20h, na Ilha do Retiro, no Recife (PE). No dia seguinte, às 21h30, a Ponte Preta recebe o Ituano, no Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 X 0 SPORT

PONTE PRETA – Caíque França; Igor Formiga (Norberto), Mateus Silva, Fábio Sanches e Artur (Jean Carlos); Felipe Amaral (Moisés Ribeiro), Wesley Fraga, Wallisson (Bruno Alves), Elvis e Fessin; Lucca (Ribamar). Técnico: Hélio dos Anjos.

SPORT – Saul; Eduardo (Ewerthon), Chico, Sabino e Lucas Hernández; Ronaldo Henrique (Denner), Fabinho e Giovanni (Labandeira); Kayke (Gustavo Coutinho), Vagner Love e Luciano Juba (Wanderson). Técnico: Claudinei Oliveira.

GOL – Lucca, aos dez minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Ramon Abatti Abel (SC).

CARTÕES AMARELOS – Felipe Amaral, Jean Carlos e Wallisson (Ponte Preta); Eduardo, Lucas Hernández e Sabino.

RENDA – R$ 57.365,00.

PÚBLICO – 4.196 pagantes.

LOCAL – Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Fonte: Notícias ao Minuto

 

 

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Compromisso com a Verdade, esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos”