Polícia registra golpes em venda de ingresso do Rock in Rio

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – Com os ingressos do Rock in Rio esgotados, muitas pessoas têm recorrido à compra de bilhetes de terceiros para não perder o festival -o que tem incrementado o número de golpes praticados.

No domingo (4), a Polícia Civil do Rio divulgou que uma compradora foi lesada em quase R$ 21 mil ao transferir o dinheiro, via PIX, para compra de ingressos e não recebê-los. De acordo com o delegado Felipe Santoro (13ª DP), a vítima relatou que as entradas para o evento foram compradas de Lívia da Silva Moura, 33, irmã do ex-jogador do Flamengo, Léo Moura. Ela desapareceu após receber o montante.

A influenciadora Juliana Santana também foi vítima de um golpe envolvendo a compra dos ingressos. Segundo seu relato no Twitter, ela foi lesada em quase R$ 400 ao tentar adquirir um pacote para o evento com um desconhecido. O suposto vendedor disse que havia ganhado ticktes para o evento de sua empresa e que ainda negociava valores de passagem e hospedagem. Segundo o relato, após receber os valores, o negociador sumiu.

Mas é possível comprar os ingressos em segurança? O que fazer para minimizar os riscos de golpe?

A reportagem conversou com presidente do Procon-RJ, Cássio Coelho, que orientou como o consumidor deve proceder na compra dos ingressos para o festival que vai até o dia 11 de setembro.

1. Lembrar que não existe a possibilidade de compra de ingressos físicos. Nesta edição do RIR todos os ingressos são exclusivamente digitais;
2. Não aceitar print do QR code do ingresso ou envio de PDF. Todos os ingressos exigem download pelo site "ingresso.com". A entrada é adicionada à carteira digital do aparelho.
3. A compra de entradas de terceiros é possível por meio da transferência de ingressos e só pode ocorrer no site "ingresso.com". O vendedor deve informar o e-mail da pessoa apta a receber o bilhete e enviar um código gerado pelo site que possibilita que o ingresso seja baixado pelo novo titular.
5. A responsabilidade da compra é das partes envolvidas na negociação. Por isso, desconfie de preços mais baixos;
6. Em caso de pagamento via PIX ou transferência, é necessário checar se os dados bancários do vendedor são os mesmos da pessoa que está falando com você e irá transferir os ingressos;
7. Combine a transferência de ingressos com pessoas conhecidas;
8. Lembrar que a transferência deve ser concluída até o dia anterior a data do ingresso. Não é possível repassar o bilhete no dia do evento adquirido.

O especialista em tecnologia e inovação Arthur Igreja alerta ainda para vendedores apressados em concluir a venda e destaca que os ingressos podem ser comprados de forma mais segura por meio de sites da viagogo e seatwave.

"Usar preferencialmente sites que fazem esse serviço de revenda, aí você já tem um grau de verificação de procedência. Complicado é comprar por anúncio de grupo de WhatsApp", destacou o especialista.

COMO TRANSFERIR UM INGRESSO?

1. Acesse www.ingresso.com. Entre na sua conta e selecione a aba Rock in Rio, onde irá visualizar seus pedidos;
2. Escolha um ingresso e clique no botão Transferir. Insira e confirme o e-mail de quem vai receber o ingresso;
3. Um código de segurança é gerado. Envie o código para o destinatário do ingresso. Ele vai precisar informá-lo para completar o recebimento.

Atenção:

– O prazo para aceitar a transferência do ingresso é de 24 horas. Se você receber o ingresso no dia anterior ao evento, deverá aceitá-lo até às 23h59 do mesmo dia;
– O ingresso recebido não poderá ser transferido para outra pessoa. Só é possível a devolução para o comprador original;
– Se o ingresso já foi baixado, a transferência só será possível usando o próprio smartphone que está com o ingresso.

Fonte: Notícias ao Minuto

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.