Polêmicas sobre Cristiano Ronaldo ofuscam novato-sensação de Portugal

BRUNO ANDRADELISBOA, PORTUGAL (UOL-FOLHAPRESS) – Um nome em especial saltou aos olhos na divulgação na semana passada dos 26 convocados da seleção portuguesa para a Copa do Mundo de 2022: António Silva. O jovem zagueiro do Benfica foi a grande surpresa nas escolhas de Fernando Santos.

A presença do defensor de apenas 19 anos (completados no último dia 30 de outubro) gerou enorme discussão em Portugal entre torcedores, especialmente dos rivais Porto e Sporting, e jornalistas e comentaristas. Isso porque o jogador nunca havia sido chamado antes e nem sequer era titular na seleção sub-21.

A polêmica em relação ao benfiquista, no entanto, caiu para segundo plano no começo desta semana, quando passou a repercutir mundialmente a entrevista bombástica de Cristiano Ronaldo para o jornalista britânico Piers Morgan, onde revelou que não respeita o treinador Erik ten Hag e se vê traído pelos dirigentes do Manchester United.

Os portugueses iniciaram a preparação para o Qatar na última segunda-feira, na Cidade do Futebol, em Oeiras, na região metropolitana de Lisboa – embarcaram para Doha na sexta-feira pela manhã. CR7 tem puxado para si todos os holofotes, dentro e fora das quatro linhas, deixando assim "em paz" o novato companheiro de defesa.

"O António é um jovem que mostrou potencial na equipe principal do Benfica ainda no ano passado, tem todas as características para fazer uma grande carreira. É responsável e maduro. Está pronto para ajudar – seja entrando no início ou durante o jogo – porque já jogou em alto nível e tem todas as qualidades para o fazer da melhor maneira", destacou o meia-atacante João Mário, do Benfica e também da seleção, na última terça-feira.

Revelado no próprio Benfica, sendo campeão da UEFA Youth League 2021/22, António Silva cresceu ao ganhar a confiança do novo treinador encarnado, o alemão Roger Schmidt, ainda na pré-temporada. Fez o clube da Luz, por exemplo, abrir mão do experiente belga Jan Vertonghen, que acabou saindo para o Anderlecht.

Visto a ausência por lesão do brasileiro Lucas Veríssimo, ex-Santos, António começou a atual temporada como a primeira opção defensiva entre reservas. Estreou profissionalmente somente no fim de agosto, por causa de um problema clínico de outro brasileiro, o ex-são-paulino Morato. Entrou para não mais sair.

Desde então, o zagueiro-sensação fez 18 jogos oficiais, todos como titular, e marcou três gols. Rapidamente ganhou destaque na Europa nas partidas da Liga dos Campeões, contra PSG e Juventus, tendo sido muito elogiado pela forma como marcou Mbappé, Messi, Neymar e Vlahovic, e também se portou diante de uma discussão mais áspera com o veterano Chiellini.

Em alta, Toni, como é chamado carinhosamente pelo universo benfiquista, foi premiado na segunda semana de setembro pelo Benfica. Teve o contrato renovado até 2027, recebeu um aumento salarial e viu a sua multa rescisória subir para 100 milhões de euros (cerca de R$ 550 milhões). Nas últimas semanas, passou a ser acompanhado de perto pelo Manchester United, onde ainda joga Cristiano Ronaldo, que tem vínculo até junho de 2023.

Neste momento, entre os selecionados por Fernando Santos, António Silva é a quarta opção no eixo da defesa. Está atrás de Pepe (Porto), Rúben Dias (Manchester City) e Danilo (PSG). Mesmo assim, deve jogar pela primeira vez por Portugal nesta quinta-feira, diante da Nigéria, no Estádio de Alvalade, em Lisboa, no último teste (amistoso) antes da Copa do Mundo no Qatar.

Fonte: Notícias ao Minuto

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.