PCdoB nega a candidatura de Marcelo Gavião e confirma federação com PT e partidos aliados

607

ELEIÇÕES 2022: A federação Brasil da Esperança, formada pelo PCdoB, PT e PV, confirmou o projeto de chapa majoritária que construiu, com os partidos aliados PSD, PSB, MDB, Patriota e Avante, para as eleições deste ano, na Bahia. A homologação das candidaturas aconteceu neste sábado (30/07), durante a convenção do grupo, no Parque de Exposições, em Salvador.

Após os debates dos partidos, foram confirmados os nomes de Jerônimo Rodrigues (PT), candidato a governador; Geraldo Júnior (MDB), que vai disputar o cargo de vice; e Otto Alencar (PSD), que vai tentar a reeleição ao Senado. Cerca de 50 mil pessoas, de diversos municípios do estado, estiveram na convenção, para demonstrar apoio ao projeto eleitoral.

A intensa participação popular revelou, segundo o presidente do PCdoB-BA, Davidson Magalhães, a força da candidatura de Jerônimo Rodrigues. “A histórica convenção demonstrou a grande capacidade de mobilização dessa candidatura, que reúne não só a força das realizações do governo do estado, com Rui Costa, como também do campo liderado pelo presidente Lula”, disse.

A militância, lideranças e os candidatos e candidatas do PCdoB participaram do evento, presença considerada marcante para Davidson. “O PCdoB, forte e unido, marcha para cumprir o seu grande projeto eleitoral, que é reeleger os nossos dois deputados federais e uma grande bancada de quatro deputados estaduais, para ajudar Lula a reconstruir o País e o próximo governador a continuar no caminho do desenvolvimento e inclusão social”, completou.

Durante a sua intervenção, Jerônimo Rodrigues agradeceu o apoio dos partidos aliados, que estão contribuindo, de acordo com ele, com o aperfeiçoamento do modelo coletivo e participativo de governança, inaugurado por Jaques Wagner (PT), em 2007, no estado. “Aqui é um time, um projeto de Bahia. A convenção traz uma cena política de coragem, amor e de companheirismo”, afirmou.

O candidato a governador ainda criticou as candidaturas adversárias e comprometeu-se a continuar as ações iniciadas pelo governador Rui Costa. “A Bahia não vai marchar para trás e o Brasil vai apontar pra frente. Eu me comprometo a dar sequência com os projetos mais importantes do nosso estado”, concluiu.

A convenção específica do PCdoB, que confirmou a chapa proporcional, aconteceu na última sexta-feira (30), também em Salvador. Foram definidas três candidaturas à Câmara Federal e 13 para a Assembleia Legislativa do Estado (AL-BA).

MARCELO GAVIÃO 

Filho de sindicalista e um dos mais antigos militantes do PCdoB, Antônio Gavião, Marceli tem orgulho de ter crescido em suas diversas fases, ainda como criança, jovem, adolescente, até tornar-se Líder Estudantil e militante do partido, acompanhando as participações do teu pai, GAVIÃO,  participando ativamente das ações partidárias e incluindo o auge dos protestos, manifestações e greves.

Na biografia, tem registrado como histórico do combate e militância sua própria prisão. Durante a Greve Geral de 1996.

Nem mesmo a militância construída em ambiente, foi que Marcelo Gavião aprendeu a importância do processo de mobilização e o direito greve dos trabalhadores. Desde muito cedo compreendeu que na recente história do Brasil, não há vitória sem luta; não há conquista sem sacrifício.

OLIGARQUIA

O Partido PCdoB é uma organização política das mais antigas. E, mesmo diante das várias   mudanças ocorridas na sociedade, continua a ser um partido conduzidos por “OLIGARCAS”, esta é a única explicação para que o PCdoB, contrariando todas as expectativas, não tenha homologado a CANDIDATURA de Marcelo Gavião, para concorrer a uma cadeira na ALBA – como DEPUTADO ESTADUAL.

 

Foto: Ascom – Gabinete – Brasília

 

DANIEL ALMEIDA – DEPUTADO FEDERAL

“Quero em primeiro momento, mesmo contra a minha vontade pessoal, confirmar que não houve a homologação, da candidatura do companheiro Marcelo Gavião. Entretanto, estou empenhado pessoalmente, na reversão desta decisão e espero que no máximo até o inicio da tarde do próximo dia primeiro, segunda-feira, possamos reverter a decisão e homologarmos a candidatura de Marcelo Gavião, o PCdoB tem que manter sua tradição democrática ao legitimar a história de Marcelo, confirmando-o como Candidato à disputar uma cadeira no Legislativo do Estado da Bahia” Falou, via celular, o Deputado Federal Daniel Almeida ao Redação Nacional.

Foto: PCdoB – BAHIA

O PCdoB, através da sua presidência precisa vir à público para explicar quais os motivos, levaram à não homologação da candidatura de Marcelo Gavião, uma das mais respeitadas lideranças. Marcelo Gavião, solicitou exoneração da SETRE – Secretária de Trabalho Emprego e Renda, obedecendo a atual legislação Eleitoral, como podem desrespeitar uma liderança, contendo o histórico reepleto de ato e ações que beneficiam toda a coletividade baiana….           !!!!????

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Compromisso com a Verdade, esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos”