Para coroar campanha na Série B, Cruzeiro defende invencibilidade contra Guarani

69

Apesar de já ter antecipado o acesso à elite e o título da temporada, o Cruzeiro não quer relaxar tanto na reta final da Série B do Campeonato Brasileiro. Há três jogos sem vencer, os mineiros ainda estão invictos em casa e querem manter a marca. Para isso, recebe o Guarani nesta terça-feira, às 21h30, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG), pela 36ª e antepenúltima rodada.

Após ter o título confirmado matematicamente, o Cruzeiro não venceu mais. Empatou com o Ituano, por 1 a 1, em casa, e perdeu para Sport, por 3 a 1, e Vila Nova (1 a 0), fora de casa, ambos como visitante. Com 72 pontos, o time celeste tenta se manter invicto em seus domínios. Até agora, foram 17 jogos, 14 vitórias e três empates, números que garantem a melhor campanha entre os mandantes.

Na última rodada, o Guarani venceu o CRB, por 1 a 0, em Campinas (SP), e com os outros resultados, garantiu matematicamente sua permanência. Aparece em 13º lugar, com 44 pontos, mas ainda tem um objetivo na temporada. Isso porque disputa com o Criciúma a última vaga na Copa do Brasil de 2023 pelo ranking da CBF. Para tanto, precisa terminar até duas posições abaixo do adversário catarinense, atual sétimo colocado, com 52 pontos. Há ainda a possibilidade da vaga ser conquistada via Federação Paulista de Futebol, mas Red Bull Bragantino ou São Paulo precisariam se classificar para a Libertadores.

Após a última derrota, o elenco do Cruzeiro não teve folga. O técnico Paulo Pezzolano, que retorna após suspensão, tem alguns desfalques por lesões: Gasolina, Chay, Neto Moura, Stênio e Rafa Silva. O lateral-esquerdo Matheus Bidu, que pertence ao Guarani, também está fora por acordo contratual. Ele tem seu atestado liberatório estipulado em R$ 10 milhões, valor que deve ser depositado pelo Cruzeiro. Caso contrário, outros clubes já manifestaram interesse, como Corinthians e Fluminense. Por outro lado, Lucas Oliveira volta a ficar à disposição e deve formar trio defensivo com Geovane Jesus e Eduardo Brock.

Mesmo com a temporada 'finalizada', Pezzolano explicou porque não quer diminuir o ritmo nas últimas rodada. "Se você olha superficialmente, somos os melhores do campeonato. Já subimos e fomos campeões. Isso pode ser uma virtude ou um problema meu, mas eu gosto de ganhar todos os jogos. Isso não muda na reta final", explicou. Ele volta ao banco de reservas após cumprir suspensão automática em Goiânia.

No lado do Guarani, o lateral-esquerdo Jamerson é desfalque certo por ter levado o terceiro cartão amarelo e, assim, abre espaço para Mayk. Outra baixa fica por conta do atacante Bruno José, que pertence ao Cruzeiro, e não pode atuar. Yago vai atuar no ataque ao lado de Yuri Tanque.

A boa notícia fica por conta do lateral-direito Diogo Mateus, que retorna após suspensão, mas não tem sua titularidade confirmada por conta de um incômodo na coxa. Se não jogar, Lucas Ramon segue no time. O volante Rodrigo Andrade, que vem de lesão na panturrilha, também segue de fora.

O técnico Mozart deixou claro que a motivação do Guarani não se esgotará nesta reta final e quer mais vitórias. "Chegar aos 44 pontos era o nosso objetivo, então foi uma conquista importante. Esse time criou uma ambição importante de sempre tentar buscar a vitória. Vamos tentar isso também nas três partidas restantes", garantiu. No primeiro turno, em Campinas, o time paulista venceu o Cruzeiro por 1 a 0.

Fonte: Notícias ao Minuto