Olavo de Carvalho: Filha diz que ele pode estar morto, hospital desmente

São Paulo: Heloisa de Carvalho, filha do “guru” da família Bolsonaro, Olavo de Carvalho, postou, nesta quarta-feira (25), um tuite no qual diz que recebeu a informação de o pai já estaria morto. Porém, a notícia só seria divulgada perto do dia 7 de setembro.

“Não sei se é verdade, mas chegou aos meus ouvidos [que] o Olavo já faleceu e estão segurando a notícia para mais perto do dia 7/9, para soltar e inflar de bolsolavetes na rua. Já disse, não sei se é verdade”, postou.

O Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (InCor), em São Paulo, desmentiu a morte de Olavo e informou que o estado clínico dele é estável.

Depois da informação do hospital, Heloisa fez nova postagem, compartilhando o boletim médico, que comprova que o pai está vivo.

Olavo voltou a ser internado no dia 9 de agosto. Ele chegou ao hospital com infecção urinária, mas o quadro evoluiu para infecção generalizada.

Heloísa de Carvalho, filha que é brigada com Olavo, havia suspeitado do sumiço do pai nas redes e reagiu à notícia da nova internação. “Eu tava achando tudo muito estranho. Boa sorte pra ele, porque o dia que a conta chegar ela vem com juros e correção. Cada um constrói seu karma. Claro, todos nós podemos ficar gravemente doentes, mas esconder que esta doente, para que? Para não derrubar todo o discurso negacionista e desumano”, tuitou.

CIRURGIA

Olavo de Carvalho chegou ao Brasil no dia 8 de julho e foi internado no InCor após “mal-estar súbito” durante voo vindo dos Estados Unidos. Na ocasião, ele passou por cirurgia com duração de três horas para correção de obstrução na uretra por consequência de infecção recorrente no local de cirurgia anterior na bexiga. Ele teve alta médica em 18 de julho.

Fonte: Revista Forum – Foto de Capa: Reprodução Twitter

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.”

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.