O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), foi acomodado em um quarto de atendimento semi-intensivo do Hospital Sírio-Libanês na tarde desta terça-feira, 4, e pôde rever o filho, Tomás, de 15 anos, após sair da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do centro médico. Ele teve de ir para a UTI no dia anterior, após médicos identificarem uma hemorragia, que foi controlada. Covas se trata de um câncer metastático que atinge o sistema digestivo e ossos, e não tem previsão de alta. Em sua conta no Instagram, o prefeito licenciado publicou uma mensagem de agradecimento pelo apoio recebido durante a estada na UTI. “Mais uma batalha vencida. Tenho fé que vou vencer cada obstáculo. Agradeço a todas as orações, as mensagens de carinho, a força que vocês tem me dado”, disse Bruno Covas. Na mensagem, Covas ainda agradeceu sua equipe e o prefeito em exercício da cidade, Ricardo Nunes (MDB), que nesta terça cumpriu agendas externas como chefe do Executivo municipal. Ele disse que Nunes e sua equipe “vêm cumprindo nossa diretriz de não deixar parar nada e avançar com o trabalho e cumprir nossos compromissos com a população de São Paulo”. por taboolaLinks promovidos Você pode gostar Bolsonaro negocia ‘carta-branca’ para possível filiação ao PRTB Monitore sua saúde graças a esse relógio inteligente. NewUniverso Morre, aos 87 anos, o jornalista Carlos Garcia Luciano Hang mandou jato buscar Silvio Santos nos EUA durante pandemia O padrasto insiste em ficar sozinho mas a mãe monta a câmera Novelodge O prefeito havia sido descrito como “bem humorado” pela equipe médica que concedeu entrevista coletiva no começo da tarde desta terça-feira para dar mais detalhes sobre seu quadro de saúde. Ele teria brincado com os médicos, dizendo que eles haviam ficado estressados no dia anterior, diante dos questionamentos sobre sua saúde, e afirmando que sua preocupação era com a partida do Santos (contra o The Strongest, pela Libertadores da América) nesta noite. Tomás, ao visitar o pai, estava com uma camiseta da equipe do litoral. Covas se internou no fim de semana para dar continuidade ao tratamento de quimioterapia e imunoterapia ao qual vem se submetendo. No domingo, sua equipe médica o aconselhou a se licenciar da Prefeitura para ter atenção maior no enfrentamento do câncer. Ele tem tumores no fígado, na coluna e na bacia e tinha um quadro de anemia.

854

O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), foi acomodado em um quarto de atendimento semi-intensivo do Hospital Sírio-Libanês na tarde desta terça-feira, 4, e pôde rever o filho, Tomás, de 15 anos, após sair da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do centro médico. Ele teve de ir para a UTI no dia anterior, após médicos identificarem uma hemorragia, que foi controlada. Covas se trata de um câncer metastático que atinge o sistema digestivo e ossos, e não tem previsão de alta.

Em sua conta no Instagram, o prefeito licenciado publicou uma mensagem de agradecimento pelo apoio recebido durante a estada na UTI. “Mais uma batalha vencida. Tenho fé que vou vencer cada obstáculo. Agradeço a todas as orações, as mensagens de carinho, a força que vocês tem me dado”, disse Bruno Covas.

Na mensagem, Covas ainda agradeceu sua equipe e o prefeito em exercício da cidade, Ricardo Nunes (MDB), que nesta terça cumpriu agendas externas como chefe do Executivo municipal. Ele disse que Nunes e sua equipe “vêm cumprindo nossa diretriz de não deixar parar nada e avançar com o trabalho e cumprir nossos compromissos com a população de São Paulo”.

O prefeito havia sido descrito como “bem humorado” pela equipe médica que concedeu entrevista coletiva no começo da tarde desta terça-feira para dar mais detalhes sobre seu quadro de saúde. Ele teria brincado com os médicos, dizendo que eles haviam ficado estressados no dia anterior, diante dos questionamentos sobre sua saúde, e afirmando que sua preocupação era com a partida do Santos (contra o The Strongest, pela Libertadores da América) nesta noite. Tomás, ao visitar o pai, estava com uma camiseta da equipe do litoral.

Fonte: Agência Estado  

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.”