No Dia Nacional da Cultura, (08), a Prefeitura de Cachoeira promove uma série de atos e entrega biblioteca requalificada
A Prefeitura de Cachoeira realizou uma série de atos no dia 5 de novembro. Os eventos foram alusivos ao Dia Nacional da Cultura, celebrado nesta data. Ocorreram apresentações de diversos grupos culturais. E a Biblioteca Municipal Ernesto Simões Filho foi revitalizada e sua reabertura ocorreu no Dia Nacional da Cultura.

A programação começou contou também com uma sessão especial em homenagem à data, na Câmara Municipal. A sessão contou com a presença de autoridades do município, que se pronunciaram sobre a importância da data e do segmento cultural em Cachoeira.
“No Dia Nacional da Cultura, celebramos a riqueza e diversidade de Cachoeira, celeiro cultural e referência na Bahia, no Brasil e no mundo. Somos o legado dos nossos ancestrais, na preservação das nossas tradições e manifestações seculares. Somos a resistência, através das novas gerações. Cachoeira vive e respira cultura”, afirmou a prefeita Eliana Gonzaga (Republicanos).

Os seguintes grupos artísticos se apresentaram no Dia Nacional da Cultura: Raízes do Ébano; ABW Crew e Ex13; Filarmônica Minerva Cachoeirana; poetas Ronnie e Fábio Haendel; o rapper Negro Dellys e o Samba de Roda Filhos da Barragem.

Cidade Monumento Nacional

Em 1971, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) elevou Cachoeira à categoria de Cidade Monumento Nacional. O município conta com um rico acervo arquitetônico histórico, em casarões, igrejas e outras construções, como a Imperial Ponte Dom Pedro II, construção de ferro que liga a cidade ao município de São Félix. Já a Casa de Câmara e Cadeia Pública de Cachoeira foi construída em 1712 e abriga, atualmente, a Câmara Municipal. O local conta com obras como o quadro “O Primeiro Passo Para a Independência”.

Cachoeira também é conhecida como a “Cidade Heroica”, pois dali partiram as tropas da resistência para a libertação total do Brasil da condição de colônia de Portugal, que culminaram na vitória em 2 de julho de 1823.

E, atualmente, a cidade é sede da Festa Internacional Literária de Cachoeira (Flica). E abriga festas religiosas populares.

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Compromisso com a Verdade, esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos”.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.