Ministra renuncia no Reino Unido, com Truss lutando para seguir no cargo

67

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A ministra do Interior do Reino Unido, Suella Braverman, apresentou nesta quarta-feira (19) sua renúncia à primeira-ministra do país, Liz Truss, que luta para seguir no cargo pouco mais de 40 dias após a posse.

Enquanto Truss falava mais cedo no Parlamento britânico, a oposição ria e gritava para que ela deixasse o gabinete.

"Eu já deixei bem claro que lamento e que cometi erros", disse ela durante sessão de perguntas e respostas na Casa dos Comuns.

Essa será a segunda troca de ministros no breve governo de Truss. O primeiro foi o das Finanças, Kwasi Kwarteng, que foi demitido na semana passada após capitanear um plano econômico polêmico.

Truss venceu a disputa para substituir Boris Johnson com uma plataforma de grandes cortes de impostos para estimular o crescimento. Mas a ausência de quaisquer detalhes de como os cortes seriam financiados levou os mercados ao colapso.

A libra também caiu e o custo da dívida pública disparou, encarecendo os juros de empréstimos a famílias e empresas. O Banco da Inglaterra precisou intervir para evitar que a situação se transformasse em uma crise financeira, com um programa maciço de compra de dívida de longo prazo.

Na semana passada, o novo ministro das Finanças, Jeremy Hunt, reverteu todas as mudanças anunciadas pela primeira-ministra, aprofundando a crise no governo. Entre as principais decisões, a ajuda às famílias para pagar as contas de energia será limitada a seis meses, em vez dos dois anos prometidos por Truss e Kwarteng.

Fonte: Notícias ao Minuto