Mercedes troca motor e Hamilton perderá posições no grid do GP da Itália de F-1

A batida entre Lewis Hamilton e Fernando Alonso no GP da Bélgica de Fórmula 1 ainda traz consequências para o piloto inglês. O heptacampeão mundial deve perder posições no grid do GP da Itália, neste fim de semana, por conta de mudanças em seu motor, danificado naquele incidente do dia 28 de agosto.

A Mercedes ainda não confirmou quais e quantos componentes do motor serão alterados para a corrida no Circuito de Monza. Por isso, o piloto britânico ainda não sabe exatamente quantas colocações vai perder no grid de domingo. Mas, dependendo do número de mudanças, Hamilton poderá largar da última posição.

O piloto da Mercedes deve usar seu quarto motor na temporada, além de peças excedentes da unidade de potência. Pelas regras da F-1, cada atleta tem um número limitado de componentes a serem trocados ao longo da temporada. Se excedem esse limite, perdem posições no grid de largada.

O terceiro motor do carro de Hamilton sofreu muitos danos na batida com Alonso na Bélgica. O time de mecânicos da Mercedes ainda não conseguiu consertar todos os problemas e a unidade corre risco de ser cortada da relação de motores disponíveis para o piloto neste ano.

Aquela batida entre o inglês e o espanhol rendeu declarações fortes, provocações e polêmicas entre os dois pilotos ao fim daquele GP. Os dois pilotos já fizeram as pazes, ao menos publicamente.

As mudanças nos motores vêm causando alterações no grid nas últimas etapas da F-1. Na própria Bélgica, Max Verstappen sofreu punições por alterações na unidade de potência. Mesmo assim, venceu aquela corrida. O finlandês Valtteri Bottas, da Alfa Romeo, e os carros munidos de motores Mercedes devem passar por punições no fim de semana.

Fonte: Notícias ao Minuto

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.