Médium Paulinho de Deus: Preso sob acusação de estupro de vulnerável

821

Delegacia de Defesa da Mulher – O médium e diretor da Associação Espírita Beneficente Paulo de Tarso, Paulo Roberto Roveroni, conhecido como Paulinho de Deus, foi preso na quinta-feira (4), suspeito de estupro de vulnerável, em Catanduva, no interior de São Paulo.

A prisão preventiva foi em cumprimento de mandado de prisão com base em um inquérito policial da DDM (Delegacia de Defesa da Mulher). Segundo a Polícia Civil, o inquérito que investiga o médium é baseado na denúncia de uma mulher de 25 anos de ter sido abusada por Roveroni desde a infância.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A mulher fez a denúncia junto com sua mãe para relatar o suposto estupro. Ela teria sido abusada pelo médium entre os 3 e os 23 anos.

Ainda segundo o Universa, outras duas mulheres também procuraram a DDM para relatar supostos abusos sofridos e denunciar o médium.

De acordo com a mãe da vítima, ela disse que a filha só conseguiu contar para ela sobre os abusos depois que começou a fazer acompanhamento psicológico há um ano.

“O Paulo era uma pessoa considerada de bem e eu jamais desconfiei de qualquer coisa. Minha filha sempre teve muitos problemas psicológicos, era uma menina sem amigos e ficava muito retraída e eu não entendia o motivo. Há um ano, ela começou a fazer acompanhamento psicológico e foi depois disso que conseguiu me contar tudo o que havia acontecido durante esses 20 anos”, disse a mãe.

De acordo com ela, o médium teria dito para sua filha que os atos eram processos de cura espiritual. “Ele dizia que precisava fazer aquilo para que ela fosse curada, porque havia espíritos ruins tentando influenciá-la”, conta.

Roveroni foi preso por policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Catanduva e está na cadeia da cidade aguardando transferência para o presídio de Céu Azul (PR). De acordo com o Universa, a Polícia Civil não deu detalhes sobre as investigações por se tratar de um caso de estupro de vulnerável.

fonte:  UOL, Redação.

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, atravé1s de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.