Mauro Beting: Jornalista e Palemirense de quatro costados, escreve sobre os 111 anos do Corinthians…

“Vocês são insuportáveis.

Vocês que “nunca seriam” foram. Vocês que “nem a pau” paulista, brasileiro, Libertadores e Mundial.

Vocês que “não têm estádio” têm arena e têm muitas contas a pagar.
Mas vocês têm crédito.

No centenário não tinham Libertadores e nem estádio do tamanho. Em 111 anos têm tudo e mais muito a ganhar.

Vocês viraram o jogo e as jogadas. No grito e na garra. No Neto e no Gamarra. No ritual e na raiva. No Neco e no Rivellino. No suor e no saber.

No Ezequiel e no Sócrates. No apuro e no apito. No Luizinho e no Marcelinho. No gogó e no gol. No Gilmar e no Ronaldo. Na alma e na arma. No Wladimir e no Jacenir. Na bola e na bala. No Tévez e no Guerrero. Na mídia e no mundo. Sem meios e sem modos. Casagrande e senzala.

Maloqueiro e Doutor Osmar. Quase todo mundo não gosta de vocês.

Todo mundo não quer ver vocês. Todo mundo é anti pra vocês.
Por que será?

Preconceito? Desprezo? Despeito? Receio? Medo? Raiva? Inveja? Ciúme?
Como pode um time tão amado ser tão odiado?

Talvez por ser algo além do amor que vocês têm.

Mais que ter amor pelo Timão, vocês têm Corinthians pelo Corinthians.
Deve ser isso. Vocês Corinthians o Corinthians.

Um substantivo que é verbo. Adjetivo. É tudo. Resume todos.

É mais que amor. É Corinthians.

São vocês.

Um bando de loucos.”

Sobre o Autor: Mauro Beting: É um jornalista esportivo brasileiro. É comentarista TNT Sports, SBT e Rádio Jovem Pan,colunista nos sites Yahoo!,Torcedores.com e Nosso Palestra; editor da revista Corner; e comentarista do videogame PES desde 2010. E torcedor do Palmeiras

Nota do Redação: Mauro Beting, nós do Redação Nacional, lhes somos grato, por tamanha sensibilidade, e arte em descrever-nos. Muito obrigado…!!! em nome do Bando de Loucos.

 

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.