Hopi Hari – VInhedo: Trava de montanha-russa se solta com brinquedo em movimento causando pânico e medo
A montanha-russa Montezum, uma das principais atrações do parque temático Hopi Hari, em Vinhedo (SP), teve o funcionamento suspenso no último sábado (11) após uma das travas se soltar. Nesta segunda-feira (13), a administração confirmou que houve parada técnica devido ao ocorrido.

Visitante mostra trava solta na montanha-russa do Hopi Hari, em Vinhedo — Foto: Reprodução/ Redes sociais

A parada técnica ocorreu às 17h40 com o desembarque de todos os visitantes que estavam nos carrinhos. Funcionários com equipamentos de segurança retiraram as pessoas da montanha-russa, que foram conduzidas pelos trilhos.
Descida de visitantes na montanha-russa do Hopi Hari, em Vinhedo, após parada técnica — Foto: Reprodução/Redes sociais

Descida de visitantes na montanha-russa do Hopi Hari, em Vinhedo, após parada técnica — Foto: Reprodução/Redes sociais

Inspeção e retomada da atração

A atração passou por uma inspeção nos assentos e não reabriu mais no sábado. O funcionamento foi retomado no domingo (12).
“O Hopi Hari ressalta que mantém as inspeções diárias na atração – antes da liberação aos visitantes – e, durante toda a operação, os atendentes realizam a dupla checagem das travas e cintos de segurança, antes da liberação do ciclo operacional. E, ainda, inspeções semanais, mensais, anuais e auditoria independente externa, que fazem parte do protocolo de manutenção preventiva das atrações do Parque”, completou o centro de entretenimento.
No caso da montanha-russa Montezum, além da trava, o brinquedo possui o cinto de segurança e os assentos têm “geometria e divisória lateral para auxiliar na contenção do visitante em sua posição”, explicou o parque.
“Sobre a peça em questão, o Hopi Hari destaca que utiliza peças originais, segue os manuais e orientações do fabricante da atração e dividirá com ele essa ocorrência, em busca de melhorias no processo. Sendo assim, o Parque reitera seu compromisso de agir com transparência e responsabilidade e levar a melhor experiência ao seu público”, completou na nota.
O parque ressaltou que investe em capacitação da equipe para monitoramento dos ciclos da atração e atendimento rápido.

Acidente em 2012

Há quase dez anos, em fevereiro de 2012, um acidente matou uma adolescente por conta de um problema na trava da torre de queda livre La Tour Eiffel. A menina despencou e não resistiu aos ferimentos. Desde então, a torre não voltou a operar, mas segue na entrada do parque.
O centro de entretenimento tem planos para reformar esta atração e reinaugurá-la. Inicialmente, a previsão de reabertura da torre, agora chamada de Le Voyage, era para dezembro deste ano, mas o cronograma foi adiado para o segundo semestre de 2022 por causa da pandemia da Covid-19.
Torre de queda livre no Hopi Hari, desativada desde 2012 — Foto: Patrícia Teixeira/g1

Torre de queda livre no Hopi Hari, desativada desde 2012 — Foto: Patrícia Teixeira/g1

Fonte & Fotos: G1

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Compromisso com a Verdade, esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos”.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.