Feminicídio: Covardia, padrasto mata enteada para vingar-se da ex-companheira

506

A Polícia Civil, Brigada Militar e Instituto-Geral de Perícias foram mobilizadas no início da manhã da segunda-feira, (12), para um crime que chocou os moradores do bairro Agronomia. Em uma residência na rua Beija Flor, uma jovem de 18 anos foi assassinada durante a madrugada. A vítima foi morta por estrangulamento. A moradia permaneceu isolada para o trabalho do Departamento de Criminalística e do Departamento Médico Legal, ambos do IGP.

O principal suspeito é o padrasto dela, de 42 anos, que mora no local. “Ele está foragido”, confirmou a delegada Jeiselaure Rocha de Souza, titular da 1ª Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Porto Alegre, à reportagem do Correio do Povo. “O que houve foi um feminicídio”, adiantou.

Segundo a delegada Jeiselaure Rocha de Souza, o padrasto pretendia vingar-se da mãe da vítima, devido à separação do casal ocorrida há cerca de dois anos, após um relacionamento de aproximadamente 17 anos. O casal tinha quatro filhos.

“Nesta madrugada, ele concretizou a ameaça. Ele ligou para familiares dele e para a ex companheira, dizendo o que tinha feito e que era uma vingança. Ele chamou alguns vizinhos do entorno e contou o que tinha feito. Mostrou ainda para um vizinho o corpo da enteada”, acrescentou a delegada Jeiselaure Rocha de Souza. Uma carta escrita pelo foragido foi encontrada e apreendida na moradia.

Qualquer informação, mesmo sob anonimato, sobre o paradeiro do foragido pode ser repassada ao telefone (51) 9 8594-6619, além do WhatsApp da Polícia Civil 9 8444-0606. “Posso afirmar que a Polícia Civil, através da 1ª Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Porto Alegre, está empenhada nessa investigação, para dar uma resposta a essa família e à sociedade gaúcha. Conto com a compreensão de todos por não poder responder com agilidade individualmente, mas estamos em diligências ininterruptas desde o fato”, enfatizou a delegada Jeiselaure Rocha de Souza.

 

Fonte: Correio do Povo / Foto:  Rayan Chinellato / Record TV RS / Especial / CP

 

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.”

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui