Feminicídio: Boxeador olímpico é preso acusado de ter matado amante grávida

1367

O boxeador porto-riqueno Félix Verdejo foi preso acusado de ter matado a amante grávida. O corpo da vítima, identificada como Keishla Rodríguez, foi encontrado no último domingo (02), após ela ter sido dada como desaparecida na última quinta-feira (29).

Segundo o jornal New York Post, Félix se entregou para as autoridades de San Juan em meio às evidências crescentes o apontando como o responsável pela morte de Keishla.

De acordo com investigadores do caso, o atleta teria injetado uma substância no corpo da vítima, prendido seus braços e suas pernas com arame e depois a amarrado a um bloco de concreto para que ficasse no fundo de um lago de San Juan. Uma testemunha teria flagrado o boxeador jogando o corpo de Rodríguez do alto de uma ponte e teria informado as autoridades.

Keishla era amiga de infância de Verdejo e, segundo a mãe dela, a vítima estava grávida do porto-riquenho. De acordo com a mãe, o atleta não queria que a filha dela tivesse o filho, temendo as consequências para seu casamento e para sua carreira.

Félix representou Porto Rico nas Olimpíadas de Londres, sendo eliminado ainda nas primeiras fases do torneio. Hoje, ele acumula 29 lutas em sua carreira, com 27 vitórias (17 por nocaute) e duas derrotas.

Fonte: Redação – Agência Reuters

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.”

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui