Federação de atletas acusa desrespeito e pede afastamento de Daronco

56

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – A Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf) emitiu uma nota, na noite desta segunda-feira (18), em que critica as atitudes do árbitro Anderson Daronco no duelo entre Avaí e Fluminense, pelo Campeonato Brasileiro, apontando que ele "desrespeitou de forma absurda os atletas" do time de Santa Catarina.

A entidade promete acionar o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), a Comissão Nacional de Arbitragem (Conaf) e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) solicitando o afastamento imediato do árbitro.

Ainda no documento, a Fenapaf diz que "este senhor já havia feito o mesmo com atletas do Atlético Mineiro, sendo punido pelo STJD com o pagamento de cestas básicas; pelo visto a punição não lhe serviu, pois continua a desrespeitar e ofender atletas, nos noventa minutos que tem como autoridade, os verdadeiros protagonistas do futebol".

O time ricolor venceu a equipe catarinense por 3 a 0, na Ressacada, pela 32ª rodada. Após a partida, Raniele, capitão do Leão da Ilha, reclamou de Daronco, afirmando que o árbitro teria faltado com respeito com os jogadores do time da casa.

"Deixar uma menção honrosa para o Anderson Daronco, muito 'desumilde'. Fora do âmbito do jogo, da nossa situação, ficou destratando a gente. Falou da nossa posição na tabela: 'Estão em uma posição legal para estar falando'. Quero saber o que ele tem a ver com a nossa posição. Ele é pago para apitar o jogo, independente de quem ele vai apitar. Ficou destratando os jogadores. Isso não é atitude muito profissional", disse, ao SporTV.
NOTA NA ÍNTEGRA

"A Federação Nacional de Atletas de Futebol – FENAPAF vem, por meio desta nota, repudiar, de forma veemente, as atitudes do árbitro Anderson Daronco, que na partida entre Avaí x Fluminense, realizada no último domingo dia 16/10, desrespeitou de forma absurda os atletas do Avaí, proferindo palavras desrespeitosas e moralmente ofensivas.

Este senhor já havia feito o mesmo com atletas do Atlético Mineiro, sendo punido pelo STJD com o pagamento de cestas básicas; pelo visto a punição não lhe serviu, pois continua a desrespeitar e ofender atletas, nos noventa minutos que tem como autoridade, os verdadeiros protagonistas do futebol.A FENAPAF oficiará o Superior Tribunal de Justiça Desportiva – STJD; a Comissão Nacional de Arbitragem – Conaf; a Confederação Brasileira de Futebol – CBF, solicitando o afastamento imediato do senhor Anderson Daronco, que de fira reincidente e desrespeita, sem o menor constrangimento, profissionais em seu local de trabalho"

Fonte: Notícias ao Minuto