Em Camaçari. a secretaria de Saúde adotará novo critério para análise dos óbitos por Covid-19

159

Com o intuito de dar maior celeridade na análise dos óbitos suspeitos para Covid-19 a Secretaria de Saúde de Camaçari passará a adotar a Declaração de Óbito como documento estratégico para o fluxo de confirmação de óbitos Covid-19. A decisão ocorre após Nota Técnica SESAB/SUVISA/DIVEP nº 06/2020 atualizada em 19 de março de 2021, de a Bahia passou a considerar apenas a Declaração de Óbito como documento necessário.

Em virtude dessa mudança, a Sesau informa que nos próximos dias, a contar desta quinta-feira 15/4) haverá um aumento considerável de óbitos confirmados para Covid-19. “Importante ressaltar que são óbitos, em sua maioria, que aconteceram em semanas anteriores ou até mais de 30 dias. Mas, como eram necessários vários documentos para darmos como confirmados ainda estavam em investigação”, explica Alcione Vasconcelos, diretora da Vigilância a Saúde de Camaçari.

Confira a Nota Informativa da Sesau na íntegra

Fluxo de vigilância de óbitos por Covid-19

Nota Informativa 14/04/2021 – SESAU 

A Secretaria de Saúde através da Diretoria de Vigilância à Saúde / Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica, vem esclarecer que após a publicação da Nota Técnica SESAB/SUVISA/DIVEP nº 06/2020 atualizada em 19 de março de 2021, a Bahia passou a considerar apenas a Declaração de Óbito – DO como documento estratégico para o fluxo de confirmação de óbitos por Covid-19. Os óbitos que antes eram confirmados somente após a investigação epidemiológica, passaram a ser computados estatisticamente quando o médico que declara o óbito informa que a causa do mesmo está confirmada para COVID-19. Isso vale para todos os municípios da Bahia.

Entretanto, a Vigilância Epidemiológica de Camaçari, mesmo após a confirmação estatística apenas com a DO, continuará procedendo com investigação epidemiológica desses óbitos, buscando reunir documentos que fundamentam a causa do óbito, como exames de imagem, laudo de análise laboratorial, notificações nos sistemas oficiais e-sus VE e sivep gripe além de outros. Após investigação epidemiológica, caso a conclusão aponte que a causa do óbito não foi por Covid-19, esse dado é retirado do boletim municipal e o relatório de investigação é enviado à Diretoria de Vigilância Epidemiológica-DIVEPI/SESAB, para avaliação e atualização dos dados no boletim estadual.

Vale salientar que o processo de investigação epidemiológica desses óbitos tem sido impactado pelas dificuldades de acessar os documentos que fundamentam a causa do óbito. Sobretudo, com os casos ocorridos fora do município, onde a SESAB é responsável por viabilizar o acesso aos documentos aqui referidos. Diante desse fato, o tempo para conclusão da investigação epidemiológica tem sido superior ao habitual, chegando até 30 dias ou mais.

Assim, a partir desse momento, a Secretaria de Saúde passará a adotar a Declaração de Óbito como documento estratégico para confirmação dos óbitos por COVID-19, com dados sujeitos à alteração após a conclusão da investigação epidemiológica. Com isso, o número de óbitos confirmados terá incremento significativo nos próximos dias. Tal conduta foi adotada a fim de promover o alinhamento dos fluxos de vigilância dos óbito por Covid-19 e  evitar divergências estatísticas.

Fonte: ASCOM – Secretaria de Saúde – PMC

 

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto

 

.

 

Deixe uma Resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui