Diniz aceita vaias e diz que Fluminense mereceu perder para o América-MG

52

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – A atuação ruim do Fluminense culminou em vaias no Maracanã neste domingo (9), na derrota por 2 a 0 para o América-MG, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em uma coletiva que durou pouco mais de três minutos, o técnico Fernando Diniz foi curto e grosso nas respostas, mas deu méritos ao adversário e aceitou as críticas da torcida.

"Foi a postura do América e a falta de postura que o nosso time teve, principalmente no primeiro tempo. Na situação que a gente está, era preciso entrar de maneira completamente diferente. Eles mereceram o resultado, foi uma vitória justa de quem se empenhou", declarou.

"Torcedor já nos aplaudiu muitas vezes e, quando a gente apresenta o que apresentou, tem todo direito de vaiar. Temos que assimilar e melhorar", emendou.

O comandante não escondeu o momento ruim do Tricolor, que chegou a sua terceira derrota seguida, saindo até mesmo do G4. Com 51 pontos, o time, que era vice-líder, amarga agora o quinto lugar.

"O time teve uma queda de rendimento nesses três jogos, Fizemos uma partida abaixo contra o Atlético-MG e hoje, principalmente no primeiro tempo. Calegari é porque é um jogador que acho que entrou bem, foi seguro na marcação e ajudou no ataque. Vão jogar os jogadores que mais desejam jogar segundo a minha ótica", destacou.

Apesar da fase ruim, Diniz garante que a relação entre comissão técnica e atletas não está abalada.

"Os jogadores estão tristes, como tem que ficar. Minha relação com derrota e vitória é honesta e de profundidade com a comissão técnica. Temos que nos sentir envergonhados porque teríamos que fazer muito mais do que fizemos, principalmente no primeiro tempo", contou.

"Trabalhar e fazer coisas diferentes que o time tem que fazer o que fez no segundo tempo. Se faz o que fez no segundo tempo dificilmente o resultado seria esse", finalizou.

Fonte: Notícias ao Minuto