Chelsea contrata técnico que teve ascensão meteórica nos últimos anos

Algo comum no Brasil, a "dança das cadeiras" dos técnicos chegou à Europa. Um dia após demitirem seus treinadores, logo após a primeira rodada da Liga dos Campeões, Chelsea e RB Leipzig anunciaram nesta quinta-feira seus novos treinadores para a sequência da temporada europeia. O time inglês surpreendeu ao anunciar Graham Potter.

O treinador de 47 anos assinou contrato de cinco anos com o Chelsea para substituir Thomas Tuchel, demitido de forma precoce no início desta temporada. Antes do acerto, o clube londrino chegou a cogitar os nomes de Zinedine Zidane e Mauricio Pochettino, mas não chegou a um acerto.

Potter protagoniza uma ascensão meteórica nos últimos anos no futebol europeu. Antes de chegar ao clube londrino, tinha comandado apenas três equipes. E, logo na sua estreia como treinador, foi o responsável direto pela ascensão do Östersund, que foi da quarta divisão do futebol sueco para a Liga Europa, num intervalo de apenas sete anos.

Em 2018, começou a atuar no futebol inglês, treinando o Swansea City. No ano seguinte, passou a comandar o Brighton, que brilhou em suas mãos. O time terminou a temporada passada na nona colocação do Campeonato Inglês, a melhor posição da equipe na história da competição. Na atual edição do torneio, está em quarto, com quatro vitória em seis jogos, à frente do Chelsea na tabela.

Potter se tornou famoso por ser formado em Ciências Sociais e pelas características dos times que comanda. O técnico valoriza a posse de bola, construindo as jogadas desde a defesa, no melhor estilo de Fernando Diniz, no Brasil.

O novo treinador do Chelsea vai fazer sua estreia no sábado, contra o Fulham, fora de casa, pelo Campeonato Inglês. E terá a missão de resgatar a regularidade do time e fazer valer o investimento feito pelo clube nas últimas semanas. O Chelsea foi o time que mais gastou dinheiro nesta janela de transferências da Europa.

NOVIDADADE NA ALEMANHA

Outra que não teve paciência nesta início de temporada na Europa, a equipe de Leipzig contratou Marco Rose para ocupar a vaga que pertencia a Domenico Tedesco. O novo técnico do time alemão, de 45 anos, assinou contrato de dois anos, até junho de 2024.

Rose chega ao Leipzig com a experiência de já ter comandado times como Red Bull Salzburg, Borussia Mönchengladbach e Borussia Dortmund. Ao comandar o Salzburg, teve sua primeira experiência com o grupo que também administra o Leipzig.

Tedesco foi demitido após a derrota por 4 a 1, em casa, para o Shakhtar Donetsk, na abertura da fase de grupos da Liga dos Campeões. O Chelsea, por sua vez, foi batido pelo Dínamo de Zagreb por 1 a 0, fora de casa.

Fonte: Notícias ao Minuto

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.