Causa e Efeito: Melinda quis divórcio de Bill Gates após ligação do marido com Jeffrey Epstein

1184

A amizade de Gates com Epstein não agradava Melinda, que expressou o sentimento ao então marido. Ainda assim, Bill Gates continuou as visitas ao criminoso, que se estendiam desde 2008, com estadias na casa de Epstein em Manhattan. Outras personalidades, como Bill Clinton e Donald Trump, também eram ligadas ao criminoso na época. Gates também informou à imprensa que não tinha nenhum tipo de negócio ou empresa junto a Epstein. 

O episódio levou Melinda a ligar diversas vezes para seu advogado em 2019 e pedir orientação sobre o divórcio, afirmando que o “casamento já estava quebrado” — mesma expressão que usou no contrato de separação que assinou com Gates e que lhe deu US$ 1,8 bilhões em ações de empresas que o ex-casal tinham juntos.

O divorcio do casal aconteceu no último dia 3 de maio e foi oficializado por um

 acordo assinado por ambos. Além disso, um processo de divórcio corre na corte americana para administrar a divisão da fortuna do ex-casal. Uma audiência já está marcada para abril de 2022. Bill e Melinda tiveram três filhos juntos e criaram a Fundação Bill e Melinda Gates. Em nota, a instituição afirmou que nada vai mudar na administração ou no trabalho da fundação por conta do divórcio. 

 

Fonte: Agência Brasil 

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.”