Cambé: Atirador de escola é encontrado morto em cadeia de Londrina

VIOLÊNCIA: O autor do ataque ao Colégio Estadual Helena Kolody, em Cambé, no Paraná, na última segunda-feira, 19, foi encontrado morto na noite de terça-feira, 20, na cela onde estava preso na Casa de Custódia de Londrina, cidade vizinha. A informação foi confirmada pela Polícia Militar do Paraná e pelo secretário de Educação do Estado, Roni Miranda Vieira.

Segundo informações da polícia, existe a suspeita que o agressor tenha tirado a própria vida. A ocorrência foi registrada às 22h40. Autoridades e socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) estiveram no local para confirmar o óbito.

Outro homem, também de 21 anos, que foi preso na segunda-feira por suspeita de ajudar a organizar o ataque estava na mesma cela. O Departamento de Polícia Penal do Estado do Paraná (Deppen) deve confirmar o caso e esclarecer os detalhes ao longo do dia.

Foto: Filipe Barbosa/EFE

Familiares, amigos e moradores de Cambé caminham durante enterro dos dois adolescentes mortos em ataque ao Colégio Estadual Professora Helena Kolody. (

Uma estudante de 17 anos foi morta a tiros na manhã de segunda-feira, 19, em ataque ao Colégio Estadual Professora Helena Kolody, em mais uma tragédia que comoveu a todos. Karoline Verri Alves, de 17 anos, não resistiu aos ferimentos e faleceu no local. Também atingido pelos disparos, Luan Augusto da Silva, de 16, veio a óbito às 3h27 da madrugada de terça-feira, 20, segundo informações dos familiares. Logo após ser atingido na cabeça, o adolescente chegou a ser socorrido e internado. Seu estado de saúde era considerado gravíssimo.

Conforme o governo estadual, o ex-aluno entrou armado no colégio, alegando que solicitaria seu histórico escolar. O município fica a cerca de 15 quilômetros de Londrina. Ele foi detido após ser imobilizado por um professor e encaminhado para a cidade vizinha. Estava na Casa de Custódia de Londrina, onde foi encontrado morto na noite de terça-feira. A polícia ainda investiga a motivação do crime.

 

Foto Capa: Reprodução Redes Sociais

 

“O seu apoio mantém o jornalismo vivo. O jornalismo tem um papel fundamental em nossa sociedade. O papel de informar, de esclarecer, de contar a verdade e trazer luz para o que, muitas vezes, está no escuro.

Esse é o trabalho de um jornalista e a missão do Redação Nacional.

Precisamos de você e do seu apoio, pois juntos nós podemos, através de matérias iguais a essa que você acabou de ler, buscar as transformações que tanto queremos.”

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.