Central de Audiência de Custódia de Benfica, no Rio de Janeiro Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O governador eleito por São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), propôs acabar com as audiências de custódia no Judiciário paulista.

Audiência de custódia não é avanço, é retrocesso a partir do momento que dá voz apenas a criminosos. Verdadeiro tapa na cara do trabalhador brasileiro.

Audiência de custódia é o lixo que os defensores de bandidos empurram goela abaixo da sociedade.

Um juiz de direito obrigado a perguntar se um criminoso preso em flagrante sofreu constrangimento é o ápice da cultura da “bandidolatria” no Brasil.

Bandido não é vítima da sociedade. A sociedade é vítima dos bandidos. Chega! Pelo amor de Deus, chega!

Fonte: Pleno News

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.