Abel Ferreira evita responder sobre chance de suceder Tite na seleção brasileira

79

Especulado como possível sucessor de Tite na seleção brasileira, Abel Ferreira se esquivou de responder sobre a possibilidade de comandar o Brasil. Se em outro momento o português não adotou um tom enfático para falar do assunto, desta vez ele sequer deu uma resposta.

"Olha, eu acho que você não vai se ofender ou ficar chateado. As perguntas são legítimas e as repostas também são. Mas eu não vou te responder essa pergunta, tá bem? Não fique ofendido", limitou-se a dizer o treinador ao ser questionado sobre um eventual convite da CBF.

Em março deste ano, Abel também foi perguntado a respeito da possibilidade de comandar a seleção pentacampeã. Naquela ocasião, evitou ser enfático e deixou a possibilidade no ar ao dizer que não faz planos a longo prazo. "Eu vivo aqui e agora", argumentou o treinador, que demonstrou mais de uma vez o desejo de cumprir seu contrato com o Palmeiras, vigente até o fim de 2024. "Isso é um assunto que eu não controlo, não depende de mim."

Diante da escassez de bons técnicos brasileiros, o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, deu sinais de que pode buscar um estrangeiro para comandar a seleção, o que seria algo histórico, já que um treinador de outro país nunca dirigiu a equipe nacional.

Recentemente, Ednaldo ressaltou que teria de citar mais de 10 nomes com capacidade de assumir a seleção brasileira após a Copa do Mundo do Catar, ao ser questionado sobre alguns nomes específicos, como Fernando Diniz, Dorival Júnior e o português Abel Ferreira.

Ednaldo disse que não tem "preconceito de nacionalidade" e deixou as portas abertas para um inédito comando gringo desde que o profissional "tenha competência e realmente um envolvimento com aquilo que o futebol brasileiro necessita".

O Palmeiras de Abel lidera o Brasileirão com 67 pontos, dez de frente para o Inter, vice-líder. O próximo compromisso é domingo, data do clássico com o São Paulo no Allianz Parque.

Fonte: Notícias ao Minuto